O Último Dia de um Condenado

Em O último dia de um condenado, o poeta engaja toda a sua eloquência a serviço da causa, demonstrando a injustiça, a ineficácia da pena, a barbárie e os horrores da execução e de suas consequências: “esse homem tem uma família; e então acham que o golpe com o qual o degolam fere apenas a ele? Seu pai, sua mãe, seus filhos não sangrarão também? Não? Matando-o, os senhores decapitam toda a família”.

Quer falar com a gente?

Envie-nos uma mensagem e siga-nos nas redes sociais.

PACOTE DE TEXTOS | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © | 2021